segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Os 10 profissionais mais procurados no mercado de trabalho


Os 10 profissionais mais procurados no mercado de trabalho
Por Flávia Furlan Nunes - InfoMoney

A crise trouxe impactos para o mercado de trabalho brasileiro, inclusive no perfil profissional mais requisitado."No ano passado, eram buscadas pessoas ligadas à venda e marketing. Elas continuam sendo bastante procuradas, mas, com a crise, há uma mudança no humor das empresas e áreas que não eram foco, como tributária, jurídica e controladoria, passam a ser foco", afirmou o diretor do Grupo Foco, Pedro Amaral Dinkhuysen. Além disso, de acordo com ele, serão mais requisitados profissionais experientes. "O Brasil tem lideranças muito jovens, abaixo de 40 anos. Isso estava exacerbado, por causa da ambição destes profissionais e do momento de expansão econômica. Agora, o que se precisa é de controle e de maturidade", contou. Em relação ao perfil técnico ou generalista, Dinkhuysen afirmou que o primeiro será mais requisitado, desde que tenha vivência em crises passadas.Os 10 mais procuradosApesar de todas as restrições descritas, existem profissionais que passam ilesos por esta crise. Confira abaixo quais são eles:
Diretor financeiro: de acordo com o diretor do Grupo Foco, eles estão na lista dos 10 mais procurados porque são especialistas em gerenciar riscos;
Diretor tributário: se for um bom profissional, pode trazer retornos consideráveis para a empresa;
Profissionais da área jurídica: advogados, por exemplo, vêm ganhando mercado empresarial e evitando perdas das empresas com processos;
Controller (controladoria): ligado à gestão de back office (associado aos departamentos administrativos de uma empresa, departamentos que mantêm nenhum ou muito pouco contato com os cliente);
Diretor de RH (recursos humanos): para buscar pessoas com experiência, capazes de lidar com o momento de crise, e para encontrar maneiras de reter e atrair talentos;
Vendas/Marketing: o mercado para esses profissionais continua aquecido, apesar de ter perdido espaço;
Supply Chain (responsável pelo desenvolvimento de produtos): esse profissional reduz preços e traz retorno para a empresa;
Área de TI (tecnologia da informação): hoje esse profissional está mais estratégico e também traz retornos para a empresa;
Analista de risco de bancos: para que as instituições possam atuar com mais segurança frente à crise;
Engenharia: vai estar aquecido, mas com desaceleração. Foco em engenharia pesada, por causa dos investimentos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Retrato recentePesquisa realizada pela Ricardo Xavier Recursos Humanos revelou que, em dezembro do ano passado, as graduações mais solicitadas eram, na sequência: engenharia, administração, ciências contábeis, economia, análise de sistemas, propaganda/ publicidade/ marketing, direito, tecnologia da informação, psicologia e comércio exterior.

Lucas Santos

2 comentários:

Anônimo disse...

Quando a engenharia é citada, Se refere a todos os tipos de engenharia? ( e engenharia QUIMICA E CIVEL ) qual esta mais em falta no mercado de trabalho?..obg pela atençao

LUCAS SANTOS disse...

Quando se cita "Engenharia" se refere a todos os cursos direcionados nesta área, mas principalmente a Engenharia Civil. Mas hoje já podemos observar que existem diversos cursos. Ex.: Eng. Elétrica, Eng. Química, Engenharia ambiental, etc. Lembrando todos estão em alta. Obrigado pela participação.